Maconha faz mal? Ou...

Maconha faz mal? Ou... “A saúde que se dane, quero teu voto... seu bobo!”

 

Vez por outra ia até o blog Sobredrogas do site do O Globo - debates e notícias - a fim de bisbilhotar as opiniões ali postadas a respeito do tema.

Fico com a impressão que as pessoas confundem descriminar, ou descriminalizar, o uso com descriminalizar o tráfico.  Poucos atentam para o mal à saúde.

Já apresentei trabalho, aqui mesmo neste site, no Módulo de Direito, onde procuro demonstrar que o fato de descriminalizar o uso não implicará necessariamente na liberação do tráfico. Todas as nações referidas nos estudos da ONU apontam para a proibição do narcotráfico.

O que os adeptos da liberação do uso precisam entender é que o fato de não se considerar crime o uso de maconha ou outra droga, não quer dizer que seja ótimo, ou bom, para um grupo social ter toda uma geração drogada.

Vou ser direto: maconha prejudica o reflexo; a concentração; causa perda de memória; indolência; impotência; enfisema; dificuldade de expressão. Paro por aqui.  Mais poderão dizer os psiquiatras, psicólogos, dentistas, pneumologistas e oncologistas.

Se um cigarro de tabaco é condenado no mundo inteiro em razão dos males causados à saúde dos fumantes, o que dizer então da maconha?

- Ah! O álcool é pior!

Claro que é, flagelo da humanidade.  Maconha, skank, cocaína, ópio também.  Todas as drogas estão cada vez mais fortes.

Tudo sem contar a falta de higiene e o fato de ser um meio para transmissão de inúmeras doenças, ou nunca ouviram falar que o usuário de maconha - com raríssimas exceções – não gosta de fumar maconha sozinho, fazendo o baseado ou cachimbo ou narguilé circular por inúmeras bocas?

- Ah! Mas se for liberada, a maconha será industrializada e será oferecida no mercado como baseadinhos individuais.

Ta certo!

O que não consigo entender é o desespero para que seja liberado o uso de drogas, qualquer tipo.  Fico com a impressão que esse pessoal está a serviço de algum tipo de cartel.  Aliás, sei sim, querem o voto do adolescente e do jovem adulto.

- A saúde que se dane, quero é voto!

Não precisa ser um especialista para entender que a liberação não vai diminuir a criminalidade.  O criminoso sempre será criminoso.

O narcotraficante vende drogas proibidas porque ele não precisa se estabelecer como pessoa jurídica.  Ele não quer pagar impostos e taxas diversas para o governo.  Não precisa de contador, assinar carteira de empregado, ter horário de trabalho, loja, escritório, nada.  Criminoso é criminoso.

A situação é igual ao financiamento público de campanha política.  Não vai haver diminuição de corrupção em razão do aumento da fiscalização, por uma razão muito simples: corrupto é corrupto.  Criminoso é criminoso. 

Além do mais virou moda aqui no Brasil demonizar polícia, militar, juiz, promotor, etc. Bom é o político que fala coisas “politicamente corretas”.

Os olhos dos políticos crescem, com raríssimas exceções, quando se fala a respeito desses temas polêmicos que envolvem a juventude:  A garotada vota!

Virou moda dizer: “... no Brasil o aparato judicial e a polícia subsistem há cinco séculos defendendo a elite político-administrativa e controlando as massas”.  A frase é bonitinha, esquerdista, mas só serve para iludir estudante universitário em mesinha de bar.

Já tomei muito chopinho em Ipanema, nos anos 60/70, discutindo e conversando muito sobre o inconsciente coletivo; Freud (a culpada é a mãe!); vi Vinicius, Tom e Leila Diniz na mesa do lado; a Garota e a Banda de Ipanema passarem; li o ABC do Comunismo, de Bukharine; Marx e Lênin; Platão e Aristóteles; Roubaram o cofre do Ademar; Riocentro; Vietnam; O controle das massas; O socialismo; 1968, o ano que não terminou; Fidel Castro – oba! oba!

Tenho certeza que Ferreira Gullar assim também procedeu.  Depois cresci, virei adulto responsável, ralei, casei, tive filhos, trabalhei na Amazônia, fiz concurso público dificílimo passei com louvor, fui trabalhar no Pantanal, como juiz criminal na fronteira do Brasil com a Bolívia. Depois de 40 anos me aposentei.

Sugiro que os nobres autores dessas frases - “politicamente corretas no contexto atual” - se disponham a passar algumas noites nas fronteiras do Brasil combatendo bandido, trocando tiros, sendo ameaçado, tendo sua liberdade e a de seus familiares cerceada.  Que visitem um pronto socorro psiquiátrico, uma casa de recuperação de narcodependentes, uma casa de menor infrator, um presídio ou, se não quiser deixar seu conforto, o pronto socorro de sua cidade e veja os acidentes causados por pessoas drogadas, melhor, conversem com os familiares das vítimas ou do próprio drogado acidentado que se encontra em coma na UTI.

Usuário de drogas no Brasil não vai preso.  A legislação o trata como pessoa que precisa de algum tipo de apoio.  A diferença entre a legislação brasileira e a paradigma – a portuguesa – é que lá o narcodependente é encaminhado para tratamento diretamente pela instituição policial, há um procedimento administrativo.  Aqui no Brasil ainda subsiste o processo, mas a abordagem é semelhante.

Surgiu agora o Uruguai, repetindo a Holanda, que verá o inferno com o turismo do narcodependente, o oásis do maconheiro.

Quanto ao narcotraficante, não tem solução.  No mundo todo vai em cana.  Nenhum país admite o parasitismo.  Existem países mais radicais que os condenam à pena de antecipação da morte ou à prisão perpétua.

Parem de oferecer meios para acabar com a saúde da população.  O país precisa de gente sadia!

E você, o que acha?

Dê sua opinião.

 

Comments 

 
0 #8 Arthur Henrique 2011-02-11 03:55
Há um jogador holandes que usa canabis para curar seu glaucoma, ele também usa para poder jogar, pois se nao tratasse a doença se privaria de ser futebolista e um otimo meia atacante. Penso que há muita hipocrisia (ou não), muitos prós e contras, muitas analises positivas, outras negativas sobre o uso "ilicito" (por ser proibido) dessa erva, porém se analisarmos com atenção e fazendo já uma comparação com o cigarro, quem fuma cigarro nao se cura de nada e ainda se auto-flagela o tempo todo colocando pesticidas e toxinas venenosas dentro do seu proprio corpo, e se a maconha é feita para curar (inclusive a tubercolse, asma, gripe, bronquite e etc...) prefiro crer que os estudos, sendo para beneficiar a saúde mutua, tem que ser ampliados, divulgados e com um aprofundamento muito mais energico e desenvolvido, para que se possa, após as devidas pesquisas, toda a sociedade tenha acesso livre à cura.
Quote
 
 
0 #7 O comentarista 2010-05-22 23:21
Caro Ap... continuando: O corpo é seu faça o que bem entender, mas os especialistas dizem que não é interessante vc aspirar fumaça de cannabis, tabaco, fumaça de fábrica, de carro... pode dar cancer, enfizema, enfarto, impotência.Pode inclusive precipitar uma doença mental, gerar paranóia, etc. se queimar muito fumo. Pode também fazer vc bater com o seu carro num poste por estar doidão, desatento. Vc pode fazer o que imaginar com o seu corpo, mas acredite muitas vezes vc vai sentir muita dor... mas o corpo é seu! Os políticos sabem disso, mas não se importam... querem o voto do doidão! Vai fundo, é uma boa! Ah! ia me esquecendo... com a larica vc vai comer muito, vai engordar, ter muitos gases e uma flatulência incrível. Faça bom uso!
Quote
 
 
-1 #6 O comentarista 2010-05-22 23:10
Caro Ap, existem outras matérias aqui no site abordando o uso e o tráfico de drogas.Devo lhe dizer que conheço profundamente o assunto.Tráfico existe não é pq é proibido. Pena que vc não tenha se dado ao trabalho de ler outras matérias aqui neste Portal. Fique sabendo que atuei como juiz de execução penal,juiz de menores e juiz criminal por cerca de 20 anos,conheço um pouquinho do assunto. Além disso tenho 62 anos de praia bem vividos em Copacabana... Você pode fazer qualquer coisa com o seu corpo, inclusive pular da janela do seu apartamento, mas acredite... dizem os estudiosos que deve doer muito. Vc pode ter relação sexual sem camisinha com quaquer pessoa... mas acredite... dizem os especialistas que vc corre o risco de ter uma doença grave.
Quote
 
 
-1 #5 ap 2010-05-20 05:28
o direito não trata de justiça, mas trata do que é moralmente correto pra sociedade. (EX: é moralmente aceito pela sociedade explorar e matar animais por interesses proprios(ou seja, privar outrem de sua liberdade). porém, é moralmente errado fumar um baseado sem fazer mal ou privar outrem de sua liberdade.

ou seja, tenha cuidado ao abordar tal assunto pois as pessoas é que vão escolher por si mesmas o que devem ou não fazer com sua saúde, não cabendo ao estado e a nenhuma força interventora a aplicação de sanções de qualquer tipo.
nós temos condutas inescrupulosas que são moralmente corretas e outras que são de ordem pessoal que são moralmente incorretas e consequentement e ilícitas.

recomendo este texto publicado pela le monde diplomatique alguns meses atrás, tente analisar a fundo outros pontos de vista e bom proveito! aí está:

http://diplomatique.uol.com.br/editorial.php?edicao=2
Quote
 
 
+1 #4 ap 2010-05-20 05:21
me desculpe, mas saúde é realmente pessoal. se eu quero fumar meu baseado em casa sozinho sem fazer mal a ninguém, com a maconha que eu mesmo plantei, se eu tenho o DIREITO de exercer a minha liberdade individual sem ferir a de ninguém. eu tenho, presumidamente, direito pra fazer comigo o que eu bem entender e pagar o meu preço por isso, isso é individual. lamento que abordargens como esta do assunto sejam consideradas, o problema parte do ESTADO que fomentou junto com a proibição da droga o preconceito, e junto com ele a impossibilidade do debate.
lembrando que isto é uma questão de ordem pessoal e que o tráfico nasce da proibição não vejo nenhum problema na descriminalizaç ão. (continua)
Quote
 
 
-1 #3 Joviano-Ocomenta... 2010-05-02 22:01
Caro Maconheiro, orgulhoso de ser um drogado vc nada entendeu, com certeza pq deve estar doidão.Vc é um dos que fazem parte do título.Vou tentar explicar, mas antes transcrevo a parte que vc não leu pq devia estar estourando as veias do seu nariz prendendo a fumaça:"O narcotraficante vende drogas proibidas porque ele não precisa se estabelecer como pessoa jurídica. Ele não quer pagar impostos e taxas diversas para o governo. Não precisa de contador, assinar carteira de empregado, ter horário de trabalho, loja, escritório, nada. Criminoso é criminoso".Ingerir qualquer tipo de fumaça, meu caro personagem do título,leva ao enfizema,cancer ,etc. Além disso, procure uma atividade que exija concentração e vc não conseguirá.Procure ser um atleta vencedor,mas tb não conseguirá, pq não consegue correr 10m.Os políticos não querem saber da saúde do povo, só querem votos.Quer se matar?Corte os pulsos, mas antes apague o baseado pq nem isso vc conseguirá fazer se estiver doidão...
Quote
 
 
0 #2 Maconheiro 2010-05-02 17:05
Pára de viajar..

Não queremos a discriminalizaç ão pura e simples, pois eu podendo fumar e andar com maconha não ajuda em nada, pois terei que comprar de alguém certo??

Queremos a legalização do plantio e cultivo para uso particular, como acontece com qualquer erva que a natureza tenha nos presenteado..

Deixa eu plantar em casa, fumar em casa, e do seu ponto de viste me matar em casa, sem precisar dar $$ pra malandro..

Vc come gordura, que também faz muito mal a saúde, mas ninguém te enche o saco né?

Então por que vai me encher o saco se quero fumar maconha em casa, plantando em casa, sem vender e sem comprar de ninguém??

Reveja seus conceitos...
Quote
 
 
0 #1 BwS 2010-02-09 13:52
Bem, fato 1:

a proibição criou o crime organizado, tirou o controle, marginalizou pessoas, causou mortes, aumentou o consumo...

Fato 2:

Os países que param de seguir a cartilha da "guerra as drogas" viram benefícios.

Contra os fatos, não há argumentos. A "guerra as drogas" só serve como controle social e fluxo economico ilegal. Quant ao bem estar social e individual, só nos criou danos terríveis.
Quote
 

Add comment


Security code
Refresh