Zeitgeist - The Movie: a realidade da manipulação...

Zeitgeist – The Movie: a realidade da manipulação do pensamento ou... A sordidez!

Zeitgeist: (“tzait.gaisst”) – Termo alemão que significa espírito de época, do tempo ou sinal dos tempos ou então: conjunto do clima intelectual e cultural do mundo em uma certa época.

Heder (1769) utilizou pela primeira vez a expressão alemã para traduzir Genius seculi, de Klotz, mas foi Hegel quem a divulgou, quem a utilizou com mais freqüência (Wikipédia...).

Antes de qualquer comentário mais profundo, lembro que não se trata de um filme de ficção.

É um filme “com leitura” prá gente grande!

Trata-se um “documentário” forte, muito bem produzido, devidamente documentado com fotos, gravações de discursos, citações e lembranças que muitos de nós vivenciamos, mas os fatos políticos foram deturpados na versão final oficial da história que todos vimos e ouvimos:

- Ué! Pensei que fosse diferente! Tem coisa aí!

Logo, logo, com a massificação da informação oficial você esquece, se conforma e deixa... prá lá!

Você não acredita nas coisas que eu e outros comentaristas falamos nos sites e nos blogs ou tem vergonha de expressar seus próprios pensamentos a respeito dos fatos que ouve, vê ou lê, talvez por pensar você que não seja politicamente correto o seu raciocínio (modismo esquerdista).

- Ah! tá exagerando!

A versão oficial dos fatos está contra a lógica do seu raciocínio, mas você se recusa a acreditar em você mesmo por não poder conceber que um político possa ser tão sórdido.

São! São sim! Os homens para chegarem ao poder ou quando já estão com as decisões nas mãos são extremamente sórdidos, sujos e não possuem qualquer escrúpulo, “com raríssimas exceções”.

Basta atentarem para os políticos que querem entupir o pulmão da juventude com maconha para angariarem votos - com raríssimas exceções – pouco se importando com a saúde física e mental.

A Okrana – a polícia tzarista – a quem é atribuída a autoria dos Protocolos dos Sábios do Sião e Maquiavel – O príncipe – com os ensinamentos de Sun Tzu, já afirmavam que a humanidade (o povo) é composta por mamulengos.

Você certamente não encontrará este filme nas locadoras. Não consta no circuito das Salas 1, 2, 3, etc. do seu cinema preferido.

Alguns críticos conformistas, geralmente com antolhos para a versão oficial, e você, um de meus três leitores – a Velhinha de Taubaté ou um dos Fiscais do Sarney – certamente dirá que se trata de mais uma Teoria da conspiração e abandonará o site rindo e balançando a cabeça.

A teoria da conspiração é sempre utilizada por políticos para escarnecerem daqueles que o acusam (ou ao partido) de estar a produzir eventos nefastos para os cofres e saúde da nação, mas que lhes enchem os bolsos.

Antes de falar da estrutura do filme, chamo a atenção para o fato de que o povo americano – pública e notoriamente – acredita em tudo que o governo diz, faz parte da cultura americana.

Quem já viu uma dessas séries americanas dos canais Sony e Warner tipo: Friends, Seinfeld, Scrubs, Two and a half man, The Office, etc. certamente já viu em todos os filmes cenas com uma bandeirinha americana; gozações com imigrantes; com as agitações das pessoas que ingerem muito açúcar; café; as insinuações de que os latinos, asiáticos e árabes são pessoas incultas, primitivas e burras; todo árabe é terrorista; todo alemão é cruel; japonês rouba as idéias dos americanos; inglês é ridículo; as séries com os dramas das pessoas com câncer; os canais Discovery tecendo elogios ao fabuloso FBI, às armas americanas; o absurdo contido no fato do mundo inteiro não falar inglês, etc.

Pois é! Americano adora uma versão oficial, mas os americanos antenados e o resto do mundo não acreditam nas versões oficiais do governo.

Eu nunca acreditei em versão oficial de político.

O “filme” mostra exatamente isso: a insensibilidade dos políticos e dos donos do dinheiro.

O filme é dividido em três partes:

Primeira parte: "The Greatest Story Ever Told" ("A maior história já contada") - 00:13 min

Segunda parte: "All The World's A Stage" ("O mundo inteiro é um palco") – 00:40 min

Terceira parte: "Don't Mind The Men Behind the Curtain” (Não se importem com os homens atrás da cortina")- 01:14 min

“Zeitgeist, o Filme (Zeitgeist, the Movie, no original) é um filme de 2007 produzido por Peter Joseph, aborda temas como Religião, Os ataques de 11 de setembro e o Domínio do mundo pelos bancos centrais, especialmente o Federal Reserve. Ele foi lançado online livremente via Google Vídeo, em Junho de 2007. Uma versão remasterizada foi apresentada como um premiere global em 10 de novembro de 2007 no 4th Annual Artivist Film Festival & Artivist Awards.” (Wiki...).

O link?

Tá aqui! Veja com atenção. Trabalho sério, muito bem produzido, coisa de gente grande!

Siga a versão completa, inscrita no Youtube tempos depois de ter sido publicado este artigo

Veja e pense!

 

Quando você clicar no link irá aparecer um aviso dizendo que não pode ser aberto o conteúdo em um quadro (deve ser mais uma conspiração...rsrsrs). Assim, clique em "Abrir este conteúdo em uma nova janela".

 

ZEITGEIST - O Filme (Legendado PT) 2007 ZEITGEIST - http://www.youtube.com/watch?v=rdIeqGKfUD8

Depois, volte aqui seu incrédulo e dê sua opinião - Velhinha de Taubaté!

E você, o que acha?

Dê sua opinião!

Add comment


Security code
Refresh