Os deuses no Monte Olimpo... Sempre existiu bobo para tudo!

Os deuses no Monte Olimpo... Sempre existiu bobo para tudo!

Segundo a mitologia grega, eram doze os principais deuses que habitavam o Panteão, imenso palácio no topo do Olimpo.

Algumas versões dão conta que na verdade os doze eram catorze, pois, dependendo do “contador de história”, dois deles entravam e saiam do Panteão.

Os olímpicos clássicos  – Vejam a correpondência com a mitologia romana:

Os catorze deuses referidos como pertencendo aos Doze Olímpicos:

 

Nome grego

Nome romano

Deus de...

Zeus

Júpiter

Rei dos deuses e governante do Monte Olimpo; deus do céu e das tempestades. O filho mais novo dos Titãs Cronos e Reia. Símbolos: o raio e a águia.

Hera

Juno

Rainha dos deuses. Deusa do casamento e da maternidade. Símbolos: o pavão e a vaca. Filha de Cronos e Reia. Mulher e irmã de Zeus.

Poseídon

Neptuno

Deus dos Mares; dos terremotos e dos cavalos. Símbolos: hipocampo e tridente. Filho de Cronos e Reia. Irmão de Zeus e Hades.

Deméter

Ceres

Deusa da fertilidade, agricultura, natureza e estações do ano. Símbolos: papoula. Filha de Cronos e Reia, irmã de Zeus.

Hades

Plutão

Deus dos mortos, dos Infernos e das riquezas da terra. Símbolos: Elmo da Escuridão, um bidente, e um crânio. Filho do Titã Cronos e de Reia. Irmão de Zeus e Poseídon.

Héstia

Vesta

Deusa virgem do lar e da lareira. Filha de Cronos e Reia, e irmã de Zeus.

Afrodite

Vénus

Deusa do amor, da beleza e da sexualidade. Filha de Zeus e de Dione ou, noutras tradições, de Urano. Símbolos incluem a pomba.

Apolo

Febo[B]

Deus da luz, da cura, da música, poesia, profecia e do tiro ao arco. Símbolos incluem a lira e o arco. Ártemis é sua irmã gêmea. Filho de Zeus e de Leto.

Ares

Marte

Deus da guerra. Símbolos incluem o javali e a lança. Filho de Zeus e Hera.

Ártemis

Diana

Deusa virgem da caça e da lua. Símbolos incluem o veado e o arco. Irmã gêmea de Apolo, filha de Zeus e de Leto.

Atena

Minerva

Deusa virgem da sabedoria, ofícios e estratégia militar. Símbolos são a oliveira e o mocho. Filha de Zeus, de acordo com algumas tradições, com Métis.

Dioniso

Baco

Deus do vinho, das festas e do êxtase. O seu símbolo é a pantera e a videira. Filho de Zeus e da mortal Sémele.

Hefesto

Vulcano

Ferreiro dos deuses; deus do fogo e da metalurgia. Filho de Zeus e Hera ou, de acordo com algumas tradições, apenas de Hera.

Hermes

Mercúrio

Mensageiro dos deuses; deus do comércio e dos ladrões. Símbolos incluem o caduceu. Filho de Zeus e da ninfa Maia.

Zeus era filho do maior maluco de todos os deuses – Cronos – o deus do tempo  “que a tudo consumia”.

Cronos era antropófago, um ser que se transformava em monstro e devorava seus próprios filhos para evitar que eles viessem a ameaçar seu trono.

Era filho de Urano – deus do Céu - e Gaia – a Terra.

Assumiu o poder, a pedido de sua mãe, castrando seu pai com um golpe de foice.

Cronos foi casado com Réia(sua irmã).  Dessa união advieram seis filhos:

Três mulheres - Héstia, Deméter e Hera.

Três homens – Hades, Poseidon e Zeus.

À proporção que ia nascendo Cronos engolia a criança inteira.  O único que escapou foi Zeus.

Assim que Zeus nasceu Réia o escondeu.  Embrulhou uma pedra em um pano e entregou para Cronos que imediatamente a engoliu – com pano e tudo – sem se dar conta.

Adoro mitologia!...  Os contadores de história, os criadores de mitos e religiões, nem mesmo para terem um mínimo de credibilidade evitam transformar os “deuses” em monstros e imbecis. Vale tudo, o que importa é o mundo fantástico, a mágica e o imaginário... e bota imaginário nisso!

Cronos, o deus supremo, que tudo deveria ver e perceber – não era deus? –  não percebeu Réia escondendo Zeus, não a viu enrolando uma pedra num pano e ainda engoliu a tal pedra com pano e tudo. Haja boca, garganta e estômago!

O mais interessante é que os contadores/inventores de mitologia (inclusive mitologia cristã) procuram retratar o mágico, o fantástico mundo dos deuses, fazendo certa analogia com o real mundo dos humanos.

Vocês viram que Cronos engolia seus filhos, tinha boca, garganta e estômago de monstro, mas não fazia a digestão, parecia não ter intestino. O que engolia lá ficava.

Zeus, depois que cresceu, resolveu vingar-se de seu pai,  e pediu a Métis (Prudência), sua primeira mulher, filha do Tetis e Oceano, que desse a Cronos uma poção mágica.

Cronos, imbecil como só ele poderia ser, não percebeu que se tratava de uma poção.  Resultado: bebeu e vomitou todos os filhos que havia engolido.

Está aí!... só eram humanos em parte.  Engoliu cinco filhos, à medida que cada um ia nascendo, não fez a digestão e não foi ao banheiro!!

Zeus também não era brincadeira!

Gaia, sua avó, profetizou  que Métis iria dar à luz um filho que posteriormente iria lhe tomar o poder.

Métis estava grávida de Atena.  Zeus não quis saber... assim que Atena nasceu... a engoliu!

- Vocês vão ter que me engolir!  Deve ser daí que Zagallo tirou a célebre frase...

Como o show deveria continuar, diz a mitologia que Atena cresceu dentro da cabeça de Zeus e de lá saiu já adulta!!!

E ainda queriam que Sócrates acreditasse nos deuses de Atenas...

Todas a mitologias e religiões são cópias umas das outras.

Hoje sobem escadas de joelho, pagam dízimo para o pastor, esmola para Santo Antonio, confessam para o padre, perseguem os infiéis, colocam “trabalho para o santo” na encruzilhada e ainda sou esculhambado:

- Seu incrédulo!... Você não acredita em nada!... Você é ateu!... Seu... Seu... Ateu!...

Créditos: http://www.pt.wikipedia.org/

E você, o que acha?

Dê sua opinião!

Comments 

 
+1 #2 maria 2011-10-21 12:12
eu adorei cada um dos deuses
Quote
 
 
+3 #1 Gabriel 2010-08-15 20:14
Sensacional! Adoro ler mitologia como ficção, mesmo. A Bíblia até dá para ler, mas a linguagem é muito mal escrita e as contradições atrapalham. Conheci o site hoje e gostei. Parabéns! Ah: todos nós somos ateus. Um cristão pode não ser ateu tratando-se de Jeová e Jesus, mas é tão ateu quanto nós quando o assunto é Osíris, Krishna, Zeus e Odin.
Quote
 

Add comment


Security code
Refresh